No amor não há generalização



Significado de Generalização
"s.f. Ação de generalizar; resultado dessa ação. Operação do espírito que consiste em comparar as qualidades comuns a uma classe de indivíduos, desprezando as suas diferenças e reunindo essas qualidades comuns numa só ideia, que as fixa e define."


Generalização um dos processos que todo ser humano pratica ao longo do tempo, uma ideia que está se fixando em algo que não pode ser generalizado o amor. Esses dias no ônibus ouço uma moça dizendo "amor é só de mãe de resto nada existe" já ouvi essa frase outras vezes mas nenhuma me fez refletir tanto como agora, fiquei pensando em varias possibilidades do porque que as pessoas estarem pensando dessa forma e generalizando aquilo que faz parte de nós, uma delas foi pensar que isso era um reflexo da nossa geração que não é mais a geração coca-cola e sim a geração "pega e não se apega". Devo confessar que sim já agi como a geração "pega e não se apega" e fixei meu pensamento generalizado de que se apegar a uma pessoa é uma das piores coisas do mundo, criei essa ideia a partir de "coisas" que não deram certo e que infelizmente agem sobre mim como um dementador tiram nossa felicidade e nos deixam com um vazio por dentro e mais uma confissão, no final das contas nunca consegui agir assim. Mas logo percebi que essa ideia estava errada e que isso é um erro, somos seres que 70% de nós é amor (isso pra mim uma mera estudante de psicologia) não amor dirigido a outra pessoa necessariamente, mas amor pela banda preferida, pelo que fazemos seja no trabalho, faculdade ou não, pelos amigos, família, pelo violão velho ganhado do pai. Isso é uma das formas de amor, mas muitas pessoas esquecem que o amor é a base de tudo e agem levianamente ferindo si mesmo sem perceber. 
Quando digo sem perceber quero me referir as pessoas que pensam que amor é só de mãe, não!!! O amor é muito mais abrangente pode vir de qualquer lado... De amigos, da nossa mãe obvio, daquele livro preferido, do boy ou da garota que gostamos, isso é amor não importa a direção e de onde vem. Esse sentimento é abrangente, não adianta limitar algo que não tem limites que é maior que o universo e muito menos generalizar, colocar limites e estabelecer padrões. Que em 2015 esse ano novo que está apenas começando possamos ter em mente que generalizar algo desse jeito é uma falha e que o amor vindo de todas as partes é super importante, vamos esquecer o que algumas musicas sertanejas pregam, esquecer a busca eterna pelo príncipe ou pela princesa encantada perfeita e simplesmente ser o que queremos pra nós sem fixar ideias e sem limitar (mendigar) amor! 
Peço desculpas se as informações ficaram confusas ou se não entenderam nada mas o texto foi feito com todo amor♥ e carinho.

12 comentários:

  1. Gostei muito do seu texto, e concordo plenamente com ele.
    Não existe generalização do amor porque é um unico sentimento, mas que pode ser sentido de diferentes formas. Não adianta se fechar para o amor porque algo não deu certo, ele continua aí, quer você queira ou não, e tentar fugir dele, é a forma mais irônica de trazer ele pra si.
    Beijos

    http://desfocandoideias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Tentar fugir dele, é a forma mais irônica de trazer ele pra si."
      Cara vem cá e me dá um abraço *abraço* falou tudo gata!!!

      Excluir
  2. I've just found your blog and I think it's really inspiring, it will be an honor for me if you can visit mine too, and if you want to follow, it will be a pleasure to follow you back! :) <3

    Fashion gets Fierce.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o termo da "geração pega e não se apega".
    Acredito que vivemos, atualmente, uma fase onde "jogamos pessoas e reciclamos maus hábitos".
    É muito simples deixar alguém de lado e dizer que não era amor, quando na verdade não nos doamos o suficiente pra fazer valer.
    Esse negócio que só amor de mãe é verdadeiro é desculpa pra quem não se deu a chance de amar ou que não recebeu amor na medida que desejava.
    O grande lance da situação está na expectativa que a pessoa cria em relação ao amor.
    Amor a gente sente e não complica.

    Acho que falei demais e não fez muito sentido.

    Beijinhos,
    Aline Magalhães

    www.sacoladecores.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vem cá e me abraça!! *abraço* concordo com o que disse, pessoas que dizem isso nunca se dão a chance de ser feliz de verdade. Falou muito mas falou bonito ♥
      Beijos!

      Excluir
  4. Concordo com você, no amor não se deve colocar limites e estabelecer padrões. Pra mim, o amor é um dos sentimentos mais lindos que existem, mas as pessoas não sabem escolher a pessoa ideal, quebra a cara e já diz que odeia o ato de amar.
    Amar e ser amado é a melhor coisa do mundo, seja amor de mãe, de amigo ou de namorado, isso nos faz sentir especial na vida de alguem <3
    Amei o texto
    Beijos

    www.avitimadavaidade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amor é uma das coisas mais belas do mundo e todos deveriam se deixar levar por esse sentimento lindo!
      Obrigada flor beijos!

      Excluir
  5. Gostei muito do texto, realmente temos a tendência de generalizar alguns sentimentos ou atitudes. Sobre amor de mãe ser o único sempre ouço, as pessoas costumam não acreditar que há outros amores que possam ser sinceros e nem exigir nada em troca. Beijos, Érika

    www.queroseralice.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sem exigir nada em troca principalmente, as pessoas devem acreditar mais nisso!
      Beijos.

      Excluir
  6. A generalização é sempre burra, mas sabe o que é legal? Todo o processo de valorizar o pouco, o pequeno e o simples - onde generalizamos e superestimamos coisas que não fazem muito sentido é que nos fazem forte.
    E com o amor isso não é diferente, então acho bem saudavel a fase do pega e não se apega, quando apenas fase. E fico triste quando vejo que algumas pessoas não enxergam o amor puro e simples como o que o seu texto aborda.
    Beijos

    ResponderExcluir